100 Escovadas Antes de Ir para Cama, de Melissa Panarello

21 de Fevereiro de 2012

100 Escovadas

Tinha vontade de ler este livro desde a época da escola. Acabei comprando em uma dessas promoções do Submarino, só para não precisar pegar o frete.

100 escovadas antes de ir para cama conta a história de Melissa, uma adolescente de 14 anos que está no início da puberdade e exatamente no período que muitas meninas estão descobrindo os seus corpos, a sexualidade e o prazer.

A curiosidade é o que move Melissa em sua busca pelo sexo e pelo amor. Ela é imatura e acha que conseguirá ser amada através do sexo. Se envolve nas situações mais estranhas e comprometedoras. Ela relata para o seu diário todas as suas relações sexuais e tudo o que sente após.

No começo da leitura tive a sensação de estar lendo um conto erótico, mas depois é perceptível a falta de clímax nas pequenas histórias que Melissa conta. Não li o livro, mas encontrei muitas semelhanças com o filme da Bruna Surfistinha, qua assisti há pouco tempo.

Melissa, nada mais é uma adolescente perdida que acha que o sexo é moeda de troca para obter amor dos caras que se envolve. Enquanto lemos o livro é fácil notar o tipo de pessoas que ela se envolve. É inocente e os caras com quem saí se aproveitam dela. Com o passar do tempo nota-se que ela começa amadurecer um pouquinho.

Vou dizer que ela nada mais é o retrato de muitas meninas que estão por aí na idade da Melissa. Se sentindo perdidas, inocentes e imaturas. Achando que o sexo é a porta de entrada para conseguir conquistar o amor da vida. Se sujeitando a todo tipo de humilhação, dor e frustração apenas pelo prazer e não dando o mínimo de respeito a si próprias.

Não é o tipo de leitura que recomendaria a alguém. É um livro que acrescenta nada para pessoa alguma. Só serve a crédito de curiosidade.

Veja também

11 comentários no blog
comentários pelo Facebook

  • Reply Fernanda Souza 21 de Fevereiro de 2012 at 08:47

    Eu tenho muita curiosidade nesse livro.
    Acredito que é uma ótima leitura para adolescentes e seus pais. Ainda não sei quando vou comprar, mas namoro ele tem anos.
    Obrigada por saciar algumas dúvidas minhas nessa resenha.

    Beijos
    Leitora Incomum

  • Reply Joice Larissa 21 de Fevereiro de 2012 at 09:07

    Eu no segundo grau, achei bem vazio, e exatamente o que você falou, não acrescenta nada a ninguém, tanto que só lembrei que tinha lido quando vi a resenha dele anunciada no seu facebook..

  • Reply Joice Larissa 21 de Fevereiro de 2012 at 09:08

    Droga, acabei de acordar e escrevi errado.. era pra ser: “Eu *li no segundo grau.. ><

  • Reply virginia 21 de Fevereiro de 2012 at 13:50

    Eu li esse livro há uns 6 anos, junto com o da Bruna Surfistinha, e na realidade os dois são muito parecidos, porém uma era prostituta e a melissa era somente uma adolescente italiana ‘comun’, mas pelos dois tratarem de historias reais é o que pode chocar um pouco

    No caso da Melissa P. o sexo é so o coadjuvante numa vida de uma garota sem perspectiva e perdida, acredito que muitas de nós quando adolescentes já arrumamos várias desculpas para fugir de uma dificil realidade ou da propia indefinição de ser adolescente, podendo ser amigos,namorados,livros, igreja , bebida e no caso dela era o sexo….

    Gosto muito desse livro, acho que há algo mais além das histórias sexuais… e também gostei muito do filme….

  • Reply Raquel 21 de Fevereiro de 2012 at 21:54

    Eu tinha vontade de ler esse livro faz tempo, mas só fui ler mesmo ano passado. Assim como você, eu também não o indicaria para que alguém lesse.
    Numa parte do livro comecei a me perguntar “Essa garota não tem pai e mãe?” e “Como ela pode ser tão tonta?”. No fim das contas senti apenas pena dela.
    Li Bruna Surfistinha a uns 5 anos, não lembro de todos os detalhes, mas não cheguei a pensar as mesmas coisas (talvez pela idade que eu tinha quando o li).

  • Reply Claudinha 21 de Fevereiro de 2012 at 22:01

    Eu assisti ao filme e mesmo sabendo que o livro é um pouco diferente, entendi a essência da coisa. Definitivamente não vale de nada e prova que nós podemos ser nossos piores inimigos. É muita falta de amor-próprio.

    Beijos

  • Reply Fernanda Mathièu 23 de Fevereiro de 2012 at 22:48

    Gosto de tu. Gosto daqui. Vou estar sempre por aqui aprendendo coisas e compartilhando pro Prateleira de Cima ir ainda mais ganhando dimensão. Gosto disso.

    Sucesso!

    Fernanda Mathièu.
    http://literaturacafeinada.wordpress.com/

  • Reply Babi Dewet 28 de Fevereiro de 2012 at 22:00

    Mesmo sentimento que tive quando li. Não indico, mas fica a dica pra quem é curioso!

  • Reply Patricia 30 de Maio de 2012 at 00:16

    Esse livro é muito vulgar! Não pelas cenas de sexo em si, mas pela forma que a própria Melissa aceita ser tratada e o pior ela se sente mal mas não põe o ponto final. Apenas depois que o “principe” dela chega. O que é muito irreal e ridiculo. Não tenho palavras para expressar tamanha aversão por esse livro e essa história no mínimo vulgar! Não recomendo!

  • Reply Tayane 2 de Abril de 2014 at 13:57

    Melissa é dona de um vocabulário fascinante,apesar do livro ser erótico não tem termos vulgares.O “problema” do livro é ele retratar a mente fértil e a curiosidade que a maioria das moças da idade da autora tem,e isso deve incomodar.LI E INDICO! #UmDosMeusFavoritos

    • Reply Karin de Oliveira 2 de Abril de 2014 at 19:00

      Olá Tayene! Obrigada pelo comentário!
      O livro é bem escrito, mas achei com um enredo fraco. Concordo que ele retrata muitas coisas que muitas meninas passam na idade em que ela estava. Se alguém me perguntasse sobre o livro eu diria que é uma leitura fluida, curta e interessante. Boa para saber o que se passa na mente de meninas nessa idade. Porém se tivesse que indicar um livro para alguém, ele não seria o primeiro da lista.
      Beijos

    Deixe seu comentário