A força que nos atrai, de Brittainy C. Cherry

12 de outubro de 2018

Último livro da coleção Elementos, que começou com o sucesso O ar que ele respira.
Graham Russel é um escritor atormentado, com o coração fechado para o mundo. Casado com Jane, um relacionamento sem amor, ele vê sua vida virar de cabeça para baixo quando Talon, sua filha, nasce prematura e corre risco de morte. Abandonado pela esposa, ele agora precisa abrir seu frio coração para o desafio de ser pai solteiro. A única pessoa que se oferece para ajudá-lo é Lucy, a irmã quase desconhecida de Jane. Apaixonada pela vida, falante e intensa, ela é o completo oposto de Graham. Os cuidados com a bebê acabam aproximando os dois, e Lucy aos poucos consegue derreter o gelo no coração de Graham. Juntos, eles descobrirão o amor, mas os fantasmas do passado podem pôr tudo a perder. Fonte da Sinopse: Editora Record

A força que nos atrai

O plot do último livro da série elementos se concentra basicamente em dois personagens completamente opostos, enquanto os personagens secundários dão pequenos toques na trama. Lucy a nossa protagonista faz questão de ser o mais otimista que conseguir. Com uma mãe hippie, sua criação foi um tanto quanto excêntrica. Ela é a caçula de 3 irmãs e totalmente o posto de sua irmã mais velha. Lyric, a irmã mais velha, é muito pé no chão e distante da família. Mari é a irmã do meio e melhor amiga de Lucy.

Por outro lado temos Graham, que é um autor de sucesso assim como o pai. Mas as similaridades dos dois personagens acabam na profissão, eles tem uma relação supercomplicada, Graham é casado e está prestes a ser pai, porém tem certeza que não está preparado para ser pai, a única certeza que ele tem é de que jamais quer ser igual ao pai, com um casamento de conveniência ele é abandonado pela esposa e deixado sozinho com a filha prematura na UTI sem nenhuma explicação precisará descobrir como ser pai solteiro.

— Estar com alguém com quem você não deveria estar por medo de ficar sozinha não vale a pena. Juro, você vai passar a vida toda se sentindo mais sozinha com ele do que sem ele. O amor não afasta as coisas. O amor não sufoca. Ele faz o mundo florescer. Ela me ensinou isso. Ela me ensinou o que é o amor, e tenho certeza de que fez o mesmo com você também.

A escrita da Brittainy é muito fluida e envolvente, é fácil tomar partido dos personagens isso é um fator positivo e negativo ao mesmo tempo durante a leitura eu acabei me irritando muito mais do que me apaixonando pelo Graham, mesmo que a infância de Graham tenha sido muito desprovida de amor e exemplos de carinho e cuidado a rudez com que ele se porta me afastou mais do que me aproximou dá história.

A força que nos atrai

É quando o pai de Graham morre que os caminhos de Lucy e Graham se cruzam. Mas é por causa de Talon, a filha de Graham, que eles acabam convivendo. Lucy entra definitivamente em cena quando se oferece para ajudar com Talon (acreditem Brittaniy consegue amarrar o destino desses personagens de uma maneira bem novelesca) e enquanto o pai escreve/ lança seu livro, ela o ajuda na tarefa de cuidar da bebê. É a partir daí que a convivência desses dois nos prova que nenhum tipo de relacionamento é fácil.

Tudo bem nós lidarmos com as coisas de maneiras diferentes. Ela deixava seu coração à mostra, e eu mantinha o meu preso com correntes de aço bem no fundo da alma. Sem hesitar, eu a abracei mais forte. A mulher que sentia tudo buscava apoio no homem que não sentia absolutamente nada.

O dia a dia dos dois é costurado pela trama paralela da vida dos personagens secundários, enquanto acompanhamos um pouco da vida da Mari, irmã do meio que foi largada pelo marido e sobreviveu a um câncer, também conhecemos Oliver que é mentor e amigo do Graham (o responsável por dar os puxões de orelha que o protagonista precisa).

Mesmo as almas mais sombrias podem encontrar algum tipo de luz no seu sorriso.

Tirando minha birra com o Graham, esse sem dúvida é o livro mais inusitado da série, a maneira que os personagens principais se encontram é meio absurdo e difícil de se relacionar. Porém, se você diminuir as expectativas de leitura é bem provável que encontre aqui uma história sobre relações familiares, luto e como lidar com perdas abordados por diferentes ângulo. Apesar dos livros fazerem parte de uma série, os personagens são casais completamente diferentes fazendo com a leitura dos livros possa ser feita fora da ordem de publicação.

A força que nos atrai
Autora: Brittainy C. Cherry | Editora: Record
Páginas: 294 | ISBN: 9788501301529
Skoob | Goodreads
Para ler: https://amzn.to/2RHoY7l

Ósculos e Amplexos, Karina.

Veja também

Nenhum comentário no blog
comentários pelo Facebook

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.