Alguém para amar, de Alice McDermott

28 de setembro de 2016

img_6492

Sabe aquele livro, sem muitas pretensões e gostoso de ler? Alguém para amar, de Alice McDermott, é assim. Eu ainda estou encantada pela leitura e pela escrita de McDermott. O livro é simples e não sei ainda explicar como foi que ele me prendeu.

img_6506

Uma vida: suas dores devastadoras e suas alegrias inesperadas; suas rajadas de brilhante clareza e seus momentos de profunda confusão. Esse é o tema de Alguém para amar, extraordinário novo romance de Alice McDermott, após um hiato de sete anos. Lembranças dispersas — de uma infância curiosa, das descobertas sexuais na adolescência, da maternidade, e, finalmente, da velhice — se reúnem nesta história inesquecível que retrata uma mulher admirável, mas que, ao mesmo tempo, poderia ser nossa mãe, nossa amiga, nossa vizinha ou até nós mesmos.

Logo nas primeiras páginas somos apresentados à Marie Commeford ainda criança: uma menina com óculos de lentes grossas, que observa uma Nova York pré-Depressão da varanda de sua casa no Brooklyn. A partir daí, Marie conta sua própria história e relembra momentos marcantes, como sua primeira desilusão amorosa e o trabalho como “anjo consolador” de uma funerária; o breve e delicado período em que seu irmão se dedicou ao sacerdócio; seu casamento feliz e o nascimento dos filhos.

A deterioração urbana que destrói o bairro de imigrantes irlandeses de sua infância é paralela à deterioração da saúde de sua mãe e da sanidade de seu irmão. Os gestos de sua jovem vida reverberam nas tristezas e nos triunfos da velhice. Alguém para amar é um romance totalmente original que fala sobre as grandes verdades da vida à medida que os dias passam, tão únicos quanto inexoráveis.

A magia da história composta por Alice McDermott reside na forma como os eventos narrados com destreza, emoção e um humor refinado refletem nossas próprias lembranças e experiências, compondo um retrato universal de diferentes mulheres, em diferentes épocas e lugares que espelham as emoções, os percalços, as perdas e as alegrias vividas por Marie ao longo do século XX. Alguém para amar marca a consagração definitiva de uma das maiores escritoras americanas da atualidade.

img_6501

Alguém para amar chegou via parceria com a Globo Livros. Escolhi pela sinopse que já me interessou de cara. Comecei a ler no dia seguinte a chegada dele aqui em casa e já fui sendo envolvida pela escrita da autora.

McDermott tem um jeito envolvente de escrever. É poético, lírico, simples e delicado. Conforme ia lendo sentia uma certa tristeza em suas palavras. Havia um ar de pesar nos acontecimentos daquela história. Não era um sentimento de tristeza. Eu acho que era mais de compaixão, de saber que ela não era única a passar por aquilo.

A narrativa não possui pretensões. Não tem uma trama que te prenda e que te faça “comer” as páginas vorazmente atrás de uma tensão. Você ler porque quer saber o que irá acontecer, como vai acabar esse livro, que fim se dará para esses personagens.

A sensação era de alguém contando pequenas histórias sobre sua vida. Relatos de uma pessoa comum que poderia ser um amigo, um conhecido ou até mesmo a história de um parente. É tipo uma biografia de uma pessoa qualquer. Aquela pessoa que a gente esbarra pela rua. Sempre penso nos títulos originais dos livros estrangeiros que leio. ele nos diz muito sobre a obra e, talvez, as intenções do autor. No caso, o livro se chama “Someone”, que significa “alguém”. McDermott falou sobre a vida de Marie Commeford, mas poderia ser a vida da Joana, da Isabel, da minha, da sua. De alguém. E acho que esse é o grande barato desse livro. Poder se ver nas histórias ali contadas

img_6511

O livro possui uma diagramação simples e bem característica da Globo Livros: simples e direta. Principalmente se tratando de um livro com uma temática mais adulta.

Sempre falo (e defendo!) que livros são para qualquer pessoa. Não acredito nessa coisa de livro para público X, Y ou Z. Gostou da sinopse, da capa ou do autor? Rolou uma “química”? Vá, leia e seja feliz.

Acredito que Alguém para amar esteja voltado para um público mais adulto e leitores mais experientes, mas nada impede de você ler e se encantar com o livro.

img_6488

Alguém para amar (Someone)
Autor: Alice McDermott | Tradutor: Natalie Gerhardt | Editora: Globo Livros
Páginas: 256 | ISBN: 9788525060068
SkoobGoodreads

Para comprar: Amazon | Saraiva | Submarino


Mil beijos e até mais!

Veja também

1 comentário no blog
comentários pelo Facebook

  • Reply Book Haul Agosto 2016 - Prateleira de Cima 23 de outubro de 2016 at 03:02

    […] Globo Livros: Jogos Macabros: Skoob | Goodreads Alguém para amar: Resenha | Skoob | […]

  • Deixe seu comentário