O que aprendi sobre mim gravando um vídeo

26 de outubro de 2013

4on4eu1

A experiência de gravar um vídeo foi um daqueles momentos de auto conhecimento total. Na hora que vi o vídeo pronto reparei em muitos detalhes sobre mim que nem tinha noção que tinha. Para quem não sabe gravei um vídeo

Algumas das coisas que notei eram coisas que pessoas próximas já tinham falado e eu, ou não dei muito bola, ou acreditei sem ter noção de como realmente acentuado era.

Algumas dessas características são até engraçadas.

  1. Sou mais estrábica do que eu imaginava – para os que me conhecem mais intimamente, sabem que eu uso (ou deveria usar) óculos. Descobri o estrabismo juntamente com o astigmatismo e a hipermetropia com 12 anos, mas ficar um pouco vesga é algo que não dá para saber o tempo todo. Geralmente o estrabismo fica mais acentuado quando estou mais cansada. O que foi o caso na hora que eu estava gravando o vídeo.
  2. Faço boquinhas – essa eu tive que ver pra crer. O Eduardo sempre mexe comigo por conta da forma como eu movimento minha boca na hora que pronuncio algumas palavras. É algo que faço constantemente sem perceber. Teve momentos enquanto editava que acabei rindo por causa das
  3. Digo a palavra “bom” indiscriminadamente – Eduardo queria brincar comigo de drink shot para cada vez que eu dizia a palavra bom no vídeo. Sério, até achei que fiquei chata e repetitiva com tantos “bons”. Se esta história de gravar vídeos der certo, juro de dedo cruzado que tentarei não fazer tanto uso dessa palavra.
  4. Séria é algo que não sou – gente, como estou séria nesse vídeo. Eu definitivamente não sou assim. Nem na hora da piada eu expressei emoção de alegria. Desculpem-me, mas estava muito nervosa, afinal de contas era primeira vez que eu estava gravando um vídeo.
  5. Fecho o olho para falar – muitas pessoas já me disseram que eu faço isso o tempo todo e que também pode me atrapalhar de alguma forma. Mas não dá, é mais forte do que eu. Então não estranhem o fato de eu fechar os olhos enquanto converso com vocês. Não sou metida, nem sebosa. Só fecho os olhos quando falo.
  6. Minha voz – a gente sempre acha que tem voz de diva, né? Comigo não foi diferente, mas eu sabia que não tinha a voz de cantora lírica. No início quando comecei a ver o vídeo estranhei bastante a minha voz. Confesso que achei até horrorosa, mas depois fui me acostumando.

Dizer que amei gravar e editar o vídeo não é novidade. E amei mais ainda essa experiência por poder aprender um pouquinho mais sobre mim. Acho que esse talvez sejam uma das alegrias de blogar: conhecer a si mesmo. Aproveitem para visitar e se inscrever no Canal do Prateleira de Cima no Youtube, cliquem em gostei e compartilhem o vídeo. Dependendo da receptividade dele talvez eu continue fazendo mais (ou não)

Até mais

Para saber todas as novidades do Prateleira de Cima:
LojaOnline | Facebook Twitter Instagram  | Skoob | Youtube

Veja também

7 comentários no blog
comentários pelo Facebook

  • Reply Daniela 27 de outubro de 2013 at 20:45

    Não gosto de falar sobre minha voz em filmagens… Pareço um adolescente com a voz mudando. Uma hora falando fino, outra hora grosso. Uma hora falando baixo demais e de repente, alto demais ¬¬

    • Reply Karin 27 de outubro de 2013 at 21:10

      Daniela, volume da voz é algo que preciso controlar também.
      Beijos

  • Reply Tany 28 de outubro de 2013 at 15:35

    Eu morro de vergonha de fazer vídeo por isso. Primeiro que minha voz é suuuuper fina, segundo que eu faço muitas caras e bocas quando falo, terceiro que eu falo muito palavrão, HAHAHA, quarto que eu falo DEMAIS. Sério, acho que seria péssimo. Sem contar que não acho que ninguém iria querer ver um vídeo meu né. Vou ver o seu agora!

    • Reply Karin 29 de outubro de 2013 at 12:02

      Tany, eu também sou a maior “boca suja”. As pessoas nem imaginam isso.
      Mas eu adorei fazer o vídeo, quero fazer mais e mais e mais.
      rsrsrsr

  • Reply Renata Pautasso 28 de outubro de 2013 at 23:39

    Eu gravei um vídeo recentemente também..mas nao tive coragem de tornar ele publico hahaha é mto estranho ver a gente falando!
    Notei alguns pontos iguais aos seus e outro diferentes… faço boquinhas estranhas, e fiquei suuuper seria no video. Acho que porquye eu tava nersova, porque a gente fica tão nervosa falando sozinha para uma câmera???? Acho que só quem já gravou um vídeo sabe como é hahaha E sobra a minha voz é melhor nem comentar!!! rsrs

    http://michiamorenata.blogspot.com.br/

    • Reply Karin 29 de outubro de 2013 at 12:00

      Renata, então somos duas. Tive todos esses contratempos e estranheza, mas adorei gravar e editar o vídeo. Foi a maior diversão. Quero fazer mais, só que depende se o pessoal que acompanha o blog curtiu ou não.

  • Reply Bruna 29 de outubro de 2013 at 15:29

    É um bom jeito de se conhecer, é como se ver com os olhos de outra pessoa… assustador.

  • Deixe seu comentário