Desafio Literário 2012: Cinderela Chinesa

26 de abril de 2012

Confesso que tive dificuldades para escolher os livros para o Desafio Literário desse mês. Nunca li livros de autores asiáticos e então não conhecia muitos. Outro problema que enfrentei foi que a maioria dos livros eram extenso e estou optando por livros menores para poder pelo menos 2 obras por mês, já que o meu tempo livre tem se tornado artigo de luxo.

Cinderela Chinesa: a história secreta de uma filha renegada foi um dos aqueles achados em uma das minhas visitas constantes a livrarias. Dei de cara com a capa em uma prateleira, li o título e disse: “É esse!” Comecei a ler no início do mês e tenho que admitir que venho arrastando as minhas leituras:  a passo de formiga.

Como sabem tenho feito o trajeto Rio-São Paulo-Rio com mais frequência, principalmente durante o dia. Com isso aproveito para carregar meus livros e colocar as leituras em dia. Li Cinderela Chinesa praticamente de uma vez só.

O livro auto-biográfico conta a história de Adeline Yen Mah, quinta filha de uma tradicional família chinesa. Sua mãe morreu logo após seu nascimento. Nesse panorama já dá para saber como vão ser as coisas. Sendo maltratada pelos irmãos que sempre a culpam pela morte da mãe, hostilizada pela madrasta e ignorada pelo pai. Adeline ou, como é chamada em casa, Wu Mei, luta para ser notada por sua família e encontra nos estudos e na educação a chance de poder mudar a sua vida e realizar o seu sonho de ir para universidade.

De leitura simples, Cinderela Chinesa é um daqueles livros que sensibilizam aqueles que estão lendo. Admito que cheguei a chorar em determinadas passagens, como no momento do aniversário da amiga Wu Chun-Mei e na vez que ela ganhou a eleição na escola. É muito sofrimento para uma criança só. Ela faz todo relato de uma forma tão crua e tão sem sentimentos que às vezes você fica meio perplexa com toda a situação que ela passa e ver a coragem que teve para relatar tudo aquilo pelo qual viveu.

Durante a leitura tive a sensação de que a narrativa é contada por uma menina de 5 anos, mesmo depois quando ela já está com quase 14 anos. Outro detalhe que me chamou atenção foi a preocupação da autora nas explicações sobre os nomes na família que ela faz logo no início do livro. Outro momento bem bem interessante quando seu avô começa a fazer uma explicação sobre os pictogramas chineses. É tão bonito ele falando da importância e da peculiaridade que é a língua chinesa escrita.

Há um outro livro contando o que aconteceu com Adeline anos mais tarde após a morte de seu pai chamado Falling Leaves  (ainda sem versão em português) que pretendo ler.

Veja também

4 comentários no blog
comentários pelo Facebook

  • Reply Desafio Literário 2012 | Prateleira de Cima 25 de abril de 2012 at 22:39

    […] Cinderela Chinesa – Adeline Yen Mah – (resenha) […]

  • Reply Babi Dewet 26 de abril de 2012 at 19:40

    Não conhecia o livro! Adoro esse tipo de história… são as que merecem mto serem lidas!
    Obrigada pela dica =**

  • Reply Vivi 30 de abril de 2012 at 13:48

    Tenho estado à procura de livros assim. Obrigada pela dica!

  • Reply Camila 12 de agosto de 2012 at 20:19

    Tb não conhecia o livro, obrigada pela dica!
    Grande beijo e boa semana

  • Deixe seu comentário