Desafio Literário 2012: Marina

17 de Fevereiro de 2012

Desde a primeira página, Marina tomou minha atenção. Confesso que demorei mais tempo para ler do que realmente pretendia. Carreguei o livro para todo canto. qualquer brechinha que eu tinha eu lia um pouquinho nem que fosse um parágrafo: Lia no ônibus, no banco, até na fila dos Correios. O mistério é involvente, você quer o tempo todo saber mais e mais e chegar ao desfecho, para desvendar todo o mistério.

Resenhar Marina é muito complicado. É dificil escrever sem spoilers. Quando comecei a ler o livro nada me mostrava do que realmente se tratava a história. Tudo é um grande mistério e suspense. Você só sabe do que se trata quando começa a ler.

Marina conta a história de Óscar Drai, um menino de 15 anos que vive em um internato localizado na Barcelona do fim dos anos 70. depois das aulas, durante seus períodos de folga, ele fica andando pelas ruas do bairro conhecendo os arredores, se encantando com a arquitetura dos casarões antigos. Em um desses passeios Óscar se depara com um casarão aparentemente abandonado no qual um som de uma bela voz cantando o atrai para dentro da propriedade. Ele entra e no local e lá dentro algo o assusta forçando-o a sair correndo com um relógio nas mãos . Dias depois, quando decide retornar ao casarão para devolver o objeto, Óscar conhece então Marina, moradora da casa juntamente com seu pai, Sr. Germán. Uma menina um tanto quanto misteriosa que leva o protagonista até um cemitério onde todo o mistério do livro começa.

Quando comecei a ler o livro achei que a história era sobre a enigmática Marina. Mas com o desenrolar dos acontecimentos, você descobre que não é isso, mesmo havendo alguma coisa de estranho com todo o drama do casarão.

Muitas resenhas que eu li diziam que o livro possuía duas histórias, mas não foi o que achei. O livro conta a história de um garoto que conhece uma menina e se envolvem em um mistério de uma forma que não conseguem mais sair, até conseguirem resolver todo esse suspense em que se metem. Zafón é bem detalhista na hora de descrever a cidade o que nos ajuda na hora de imaginar a Barcelona da forma como descreve. Esse é o primeiro livro que leio do autor e posso dizer que fiquei curiosa pela leitura das suas outras obras

O livro está escrito em primeira pessoa contado pelo Óscar, então vemos toda a história pelo ângulo do menino e sabemos todos os seus pensamentos e emoções. O final é surpreendente e triste. Uma boa opção de leitura para quem quer mistério, aventura e um pouco de romance.

Booktrailer:

Veja também

5 comentários no blog
comentários pelo Facebook

  • Reply Robledo Filho 17 de Fevereiro de 2012 at 20:12

    Moça, eu tenho os três grandes livros do Zafón aqui, mas ainda não li nenhum por inteiro… Comecei a ler “A sombra do vento” e tive a chance de me sentir profundamente inspirado pela habilidade do autor com as palavras, mas a história do livro realmente não me interessou. Apesar disso, o domínio que o autor parece ter sobre as técnicas da narrativa não permitem que eu desista de suas publicações, e pretendo ler “Marina” em breve. A sua resenha verdadeiramente deixou-me com uma impressão positiva acerca do livro, ainda que eu não ande com muita paciência para mistérios. Obrigado pela indicação!

    Robledo || http://livrosletrasemetas.blogspot.com/

    • Reply Karin 17 de Fevereiro de 2012 at 20:26

      Espero não ter estragado a vontade de ler. Foi difícil escrever sem spoilers. Tento sempre resenhar sem estragar a vontade dos outros de ler. Acho que é o mais difícil de fazer.

  • Reply Lúcia 17 de Fevereiro de 2012 at 22:21

    Oi, Karin.
    Eu vi algumas resenhas já deste livro, algumas negativas, mas a maioria era positiva.
    Eu ainda não li nenhuma obra do autor, espero poder ler Marina em breve, estou bastante ansiosa. Será , provavelmente, uma das minhas próximas aquisições.
    Adorei sua resenha, e se seu medo era tirar a vontade de alguém de ler, bom, pelo menos por mim, posso dizer que não tirou! Beijos

    • Reply Karin 18 de Fevereiro de 2012 at 08:49

      Tenho medo de fazer spoilers

  • Reply Desafio Literário 2012 | Prateleira de Cima 18 de Fevereiro de 2012 at 08:58

    […] Marina – Carlos Ruiz Zafón – (resenha) […]

  • Deixe seu comentário