Eu não aguento mais estudar!

24 de julho de 2014

_DSC9626

Algumas pessoas irão estranhar o título desse post, mas é esse sentimento que tem me acompanhado nos últimos meses. Calma, você irá entender depois de eu contar minha história. Não me entenda mal, eu gosto de estudar. Adoro descobrir sobre as coisas, mas 10 anos atrás de um diploma é muito cansativo.

Eu concluí o Ensino Médio em 2003 e de lá para cá a única coisa que tenho feito é estudar. Iniciei 2 vezes a faculdade de Letras e acabei trancando porque a vida de vez em quando muda o seu percurso. Claro que nesse tempo também tomei algumas decisões que me fizeram chegar onde estou. Me culpo um pouco, ou talvez não, pois são nos erros que a gente aprende mais.

Por causa dessas mudanças me tornei a eterna estudante nesses últimos 10 anos. Vou dizer para vocês que é ruim não ter uma formação. Pequenos detalhes do dia a dia como por exemplo fazer um cartão de crédito que mostra como é complicado não ter uma graduação. Pode parecer besteira mas para mim faz muita falta não estar formada!

Muitos planos estão adiados. Quando falo para as pessoas isso, sempre escuto: ” – Mas Karin, você ainda está muito nova. Tem tanta coisa ainda pela frente!” . Concordo com isso, mas ao mesmo tempo já está passando o meu tempo, tem tanta coisa que queria fazer e daqui pouco já não tem mais sentido em realizar.

Tenho quase 29 anos e queria ter realizado algumas coisas: já ter viajado para alguns lugares, feito intercambio, morar fora. Essas coisas que a gente pode fazer porque terminou a graduação e está livre para se aventurar pelo o mundo. Sem uma formação me sinto presa, amarrada sem poder alcançar os meus desejos.

Aí vem sempre um e diz aquela frase que acabei de citar lá em cima. E essa mesma pessoa vem e me cobrar quando terei filhos, já que estou há tempo suficiente casada e na idade de começar a pensar sobre isso. Aí eu digo: “Ah, quando terminar a faculdade a gente já vai planejando isso”. Só que na verdade eu quero dizer, depois dos 40!

_DSC9653

Quando terminar a faculdade eu quero viajar, trabalhar, juntar dinheiro, me aventurar, talvez fazer intercambio, quem sabe morar fora. Curte mais meu casamento, fazer os cursos que não consigo fazer porque não tenho tempo agora. Pois esses desejos que tanto vivem comigo e que acabo deixando para depois por causa da graduação que nunca acaba.

Sei que para muita gente isso tudo é besteira, que muitos não entendem ou que pode parecer uma história muito boba de uma garota muito mimada. Só que para mim não é, e me sinto de mãos atadas em relação aos meus sonhos e desejos. Me sinto estagnada.

Estou na metade do caminho. Semana que vem começa mais uma nova etapa na faculdade e estou ansiosa por sua conclusão. Quando esse período acabar sei que já estarei a caminho do fim dessa jornada. E logo estarei livre para ter uma profissão e fazer o que bem quero.

Quero deixar claro uma coisa: adoro o curso que escolhi para ser minha profissão! Não há algo que combine mais comigo do que a Biblioteconomia. Só me culpo um pouco por ter encontrado tão tarde para fazer isso. Talvez se tivesse escolhido o meu caminho na hora certa, teria aproveitado melhor os anos de estudo e hoje estaria colhendo os frutos!

A dica que dou para aqueles que ainda não chegaram na fase de vestibular ou já estão nela: priorizem sempre sua formação, não abram mão dela por nada nesse mundo, não deixem para depois. Estudem, pesquisem, procurem saber mais sobre aquilo que querem ser. Não sabemos como será o amanhã e é muito complicado correr atrás do prejuízo. E se por acaso descobriu que escolheu o curso/profissão errado, não se martirize. Erros acontecem e devemos tirar o melhor proveito dele.

Até mais!

 Para acompanhar todas as novidades do Prateleira de Cima:
LojaOnline | Facebook Twitter Instagram  | Skoob | Youtube | Bloglovin’

Veja também

10 comentários no blog
comentários pelo Facebook

  • Reply Patricia Leardine 25 de julho de 2014 at 14:44

    Sei bem como é. Às vezes, desesperador. Muita força nesse período! Só agora, depois de seis anos estudando diretão (sem contar com o colégio, né) que estou tendo um tal “sossego” em relação à cobrança dos estudos, quer dizer, lendo aqueles livros que tanto quero, procurando cursos legais, ou apenas curtindo um pouco – além da rotina de trabalho que ocupa boa parte do cotidiano. Mas não quero parar, estudar é para sempre. Mas depois de uma fase intensa como a faculdade, nada mais restaurador do que realizar aquilo que você quer.

    • Reply Karin de Oliveira 25 de julho de 2014 at 17:28

      Oi Patricia.
      Concordo plenamente sobre essa coisa que estudar é para sempre. A cobrança por uma formação/graduação é grande e necessária.
      Quero desfrutar um pouco do sossego da cobrança dos estudo e poder fazer as outras coisas que sonho fazer
      Mil beijos!

  • Reply Vinícius França 26 de julho de 2014 at 14:51

    Ual!!! To no último ano do ensino fundamental e já sinto muita pressão, tando para estudar, tanto para cursos e etc, é uma coisa nova que me agrada e me enche muito, mas sei que no final, terei uma boa recompensa!!! 🙂

    Beijos e fique com Deus,
    Quero Sonhar. [tem post novo e sorteio♥]

  • Reply Priscilla 27 de julho de 2014 at 21:12

    Oi Karin ^^

    Me identifiquei muito com teu post, e me vi nele quando o li. Passo pelo mesmo problema com o fator idade, pois tb tenho 28 anos e recomeçando uma graduação. Entrei a primeira vez na universidade com 19 anos, fiz para ciências sociais na época. Passei 7 anos lá dentro perdendo matérias, empurrando com a barriga um curso que apesar de lindo, não me fazia feliz. Chutei o balde e resolvi fazer minha verdadeira paixão – matemática! e isso é uma história lonnngaaa zzzz kkkkkkkkk… Mas uma coisa te digo: desencana da idade guria! O importante é viver o hoje, pois, apesar de tantas neuras, não sabemos do amanhã, e por querer compensar o ‘tempo perdido’ acabamos não aproveitando o agora. Termine sua graduação, independente de quanto tempo leve para concluir… o que importa é seguir em frente e não parar nunca!! =)

    • Reply Karin de Oliveira 28 de julho de 2014 at 09:20

      Oi Priscilla,
      É bom saber que não estou sozinha nessa história, que há pessoas na mesma situação!
      Tenho desencanado da idade e aproveitado as coisas um pouco mais do que antes eu fazia, mas é que eu precisava desabafar.
      Obrigada pelo apoio e pela visita no blog!

  • Reply ingrid 27 de julho de 2014 at 22:48

    ai cara como te entendo.. cheguei hoje no teu blog e super me identifiquei com o post <3
    Eu to meio que passando por isso. Saí da escola com 16 anos, ja era pra ter entrado direto numa faculdade, mas insisti num curso que foi super dificil de entrar, mesmo querendo cursar o curso de Moda, entrei no tal curso, cursei quase 2 aos desse curso e agora finalmente decidi ter coragem e largueipra fazer Moda. Tenho 22 anos e to começando tudo de novo qnd ja era pra ter terminado, e nessa sociedade q exige tanta produtividade a gente se sente atrasada e por aí vai.

    Espero que saiamos dessa roubada de achar q ja eramos pra ter feito muitas coisas e entendamos que estamos, na verdade, na hora certa. Com toda maturidade e preparo pra encarar um curso que queremos e entender o quão importante é uma graduação e aproveitarmos de um modo diferente daqueles q tao la só pra ter no currículo. beijos querida e já já termina tudo <3

    • Reply Karin de Oliveira 28 de julho de 2014 at 09:27

      Ingrid,
      Também acredito que a hora certa para tudo. Se não aconteceu antes porque não era para acontecer naquele momento.
      Não pensa que você começou de novo, pensa que aqueles 2 anos que você estudo em um curso que mesmo que não era do seu agrado agregou valor e conhecimento para o que você estuda agora.
      Tenho um conhecido que cursou engenharia e no último semestre largou e foi fazer Odontologia. Hoje ele diz que é um dentista muito melhor por conta dos anos estudados na engenharia. Sempre dou esse exemplo que estudo nunca é demais.
      Mas é sempre bom saber logo o que se quer para montar a carreira de forma sólida. É complicado falar em uma entrevista de emprego que você tem 30 anos e nenhuma experiência na área. O mercado de trabalho não compreende isso ainda!
      Obrigada pela visita e por compartilhar sua experiência
      Mil beijos

  • Reply Lorena 10 de agosto de 2014 at 22:00

    Concordo plenamente!
    Eu descobri que escolhi errado, mas não larguei a faculdade por que sei da necessidade de ter graduação. Eu não sei o que farei qnd acabar, mas tudo que quero é acabar logo e passar dessa fase da minha vida. Quero conhecer o mundo, estudar coisas diferentes e viver coisas além da academia.

    Beijo!
    Boa semana 🙂

    • Reply Karin de Oliveira 11 de agosto de 2014 at 11:07

      Lorena, te entendo perfeitamente!!!
      Estou vivendo essa angustia também.
      Mas o que me dar forças é que irá acabar!!!
      E logo “seremos” graduadas!
      Pensamento positivo!
      Beijinhos

  • Reply Katherine Farias 26 de agosto de 2014 at 22:39

    Oi Karin! Eu imagino e entendo um pouco esse teu sentimento. Precisei abandonar um curso na metade e um semestre de outro pra só agora descobrir o que realmente quero.. e como só vou poder começar no início do ano que vem, de vez em quando bate uma insegurança: e se não for isso também? Acho que tu não precisa te preocupar, porque tudo tem o seu tempo – e cada um, tem o seu tempo. Com certeza algumas pessoas que já terminaram a faculdade, e tiveram escolhas diferentes das tuas, não viveram certas coisas que tu já viveu. É isso, teu blog é um amor! Bjs!

  • Deixe seu comentário