George Michael, meu primeiro crush musical

26 de dezembro de 2016

Depois de uma viagem de carro de 5 horas do Rio a São Paulo, chego em casa e descubro que o cantor e compositor George Michael havia morrido. A minha expressão na fila do McDonald’s lotado foi ~putaqueopariu!!! Acaba logo #fucking2016~

Muitos de vocês talvez não saibam quem George Michael é, ou só souberam da existência dele depois do hit Careless Whisper (do grupo Wham!, no qual fez parte na década de 1980) aparecer na trilha sonora do filme Deadpool. Ou talvez depois da enxurrada de posts nas redes sociais na noite do dia 25/12 noticiando a morte do cantor.

Só que saber da morte de George Michael, mexeu comigo e com toda uma lembrança da minha infância e da educação musical que tive.

Quando eu era criança, nos anos 1990, havia a rádio Alvorada FM no Rio (estilo Antena 1, Alpha FM, Paradiso FM ou JB FM, depois de uma pesquisa descobri que ela ainda existe em BH) que tocava músicas famosas internacionais e MPB. Era a rádio favorita da minha mãe para as limpezas diárias da casa e da preparação do almoço. Lembro de ficar ouvindo as músicas sentada na sala, brincando, sentindo o solzinho matinal enquanto a casa se enchia com cheiro de alho ou do barulho da panela de pressão.

Era nesse cenário que conheci bandas e cantores maravilhosos: de Queen a João Gilberto. ~obrigada mãe pelo bom gosto musical alcançado~. Lembro de Sempre de ficar esperando os locutores falarem o nome e o artista daquela canção que havia acabado de tocar para aprender de quem era aquela música que me conquistou desde a primeira nota. E foi dessa forma que reconheci a voz na música Wake me up before you Go-go e descoberto que antes de ser o cantor, Michael foi o vocalista do Wham!

George Michael

Créditos da imagem: AFP

Foi assim que conheci George Michael. E que me apaixonei (obrigada Raquel Arellano, seu post me fez lembrar disso) pela primeira vez por um artista depois que vi o clipe de Freedom! ’90 na tv. Seu jeito de galã e sexy o tornou meu crush musical número um.

Ouvir o cantor é sempre uma mistura de sensações para mim: dançar loucamente pela sala ao som de Freedom! ’90 e Fastlove; me arrepiar nas notas e na suavidade de sua voz em Cowboys and Angels e Miss Saravejo; dançar agarradinho em Careless Whisper e Heal the pain; ou apenas apreciar todo o seu talento em Father Figure, As, Kissing a Fool ou Jesus to Child.

Hoje, enquanto escrevo esse post, decidi ouvir todas essas músicas que mais amo e tantas outras dele. Corri para o Spotify e acabei criando a playlist Carta de amor aos mortos. A intenção é reunir músicas não só do George Michael, mas de outros artistas que deixaram esse mundo e suas obras que se tornaram eternas para a alegria de nossos ouvidos.

Por enquanto só tem as músicas dele, mas em breve adicionou outros artistas que se foram e que curto muito. Se tiver alguma sugestão pode deixar aí embaixo nos comentários.

Vou ficando por aqui curtindo o meu pequeno luto e fossa.


Mil beijos e até mais!

Veja também

5 comentários no blog
comentários pelo Facebook

  • Reply Raquel Arellano 27 de dezembro de 2016 at 08:48

    A gente é tão parecidinha nas lembranças! <3 Mas acho que todas as crianças da década de 90 tem essa relação em comum com alguns artistas, eles simplesmente fizeram parte do nosso cotidiano, uma espécie de trilha sonora da infância. George Michael vai deixar muitas saudades. <3

    • Reply Karin Paredes 27 de dezembro de 2016 at 17:47

      Sim, Raquel
      Lembro do clipe de Freedom ’90 com aquelas modelos, super sensual e tal.
      O que me deixa mais bolada é que o cara estava preparando um cd novo, assim como Prince.
      É de doer o coraçãozinho!
      Mil beijos

  • Reply Bel 28 de dezembro de 2016 at 11:48

    Eu fui criada ouvindo rádios como JB e Paradiso, não tem como não conhecer o repertório dele. Eu não conhecia muito da pessoa dele mas gostava muito das suas músicas.

    Bjs
    http://belsantanna.com/

    • Reply Karin Paredes 3 de janeiro de 2017 at 20:18

      Bel,
      Eu curtia muito as músicas. Adoro as canções e desde criança que curto tê-lo em minhas playlists.
      Uma grande pena!
      Mil beijos

  • Reply Playlist de Cima: Carta de amor aos mortos - Prateleira de Cima 16 de agosto de 2017 at 22:22

    […] playlist no Spotify depois da morte do George Michael que me deixou sem chão (até contei sobre nesse post aqui). Depois da notícia, eu precisava ouvir suas músicas e foi aí que surgiu a Carta de Amor ao […]

  • Deixe seu comentário