Inferno Astral

8 de agosto de 2011

Falta exatamente 1 mês para o dia mais legal da minha vida: o meu aniversário e exatamente hoje começa meu inferno astral (para saber mais aqui e aqui) Não sei bem o que isso significa, só sei que são os 30 dias mais estranhos, complicados, depressivos e angustiantes do ano.

Então já sabem com estarei esses dias.

Ainda não decidi o que fazer para comemorar a data. Na verdade, será em uma quinta-feira (logo na quinta!) depois do feriado de 7 de setembro. Será um dia normal, estudando e trabalhando normalmente.

Queria ir pro RJ, ficar com a minha família, fazer um churrascão para meus amigos. Matar as saudades, rir e me divertir com as pessoas que eu amo. Mas não sei se isso vai acontecer, ainda estou “movimentando os pauzinhos”.

Vou tentar ao máximo amenizar os infortunios do Inferno Astral em minha vida. Já estou começando a fazer isso ocupando a minha rotina com novas atividades e estudos.

Mesmo assim, vocês já sabem: não mexam comigo esse mês que estou uma fera.

Veja também

2 comentários no blog
comentários pelo Facebook

  • Reply Max Antunes 10 de agosto de 2011 at 18:16

    Ahhhh fala sério, num existe um período de depressão astral n?! se tiver, eu to nele XP

    Mas enfim, vim aki pra dizer que adorei o deseenho, foi seu? Simplezinho, mas bonito… Resumiu a minha situação xDD mas nãão, meu inferno astral n e esse mes, falta um pouco ainda.. rsrsrs

    Beeeeijo! Adorei conhecer teu blog =DD

    =**

  • Reply Luana Pagung 14 de agosto de 2011 at 23:22

    Inferno AStral é uma fase muito breve, tente transformar os momentos de uma forma favorável pra você e tenho certeza que será 1 mês de dias bons. (:
    ain, quando o aniversário vai se aproximando tudo começa apertar no peito, né? Eu ao menos fico tão ansiosa.

    Espero que apesar de tudo você passe um dia bom, que possa aproveita ro dia de estudo e trabalho e no mínimo de momento de folga possa fazer algo, mesmo que simples, pra comemorar.

    p.s: Obrigada pelo “Feliz (desa)aniversário” lá no blog e por todo o carinho, Karin.

  • Deixe seu comentário