Leve me com você, de Catherine Ryan Hyde

23 de novembro de 2018

ALGUMAS VIAGENS NOS TRANSFORMAM, OUTRAS NOS DESPERTAM

Esqueça todas as histórias que você já leu sobre as férias de verão. Troque as praias paradisíacas pelos tons terrosos das reservas naturais americanas, as cadeiras e protetores solares por um trailer e um pacote de marshmallows, e abra bem os olhos para observar as estrelas com August, Seth e Henry, o trio improvável e inesquecível de LEVE-ME COM VOCÊ.
Fonte da sinopse Editora Darksidebooks

Leve me com você

É muito fácil se apaixonar logo de cara pelo livro, já no início sabe que August é um professor de ciências, que pretende fazer uma  longa viagem de verão até o Parque Nacional Yellowstone acompanhado por seu cachorro Woody; essa road trip tem um valor sentimental muito grande para ele, mas já bem no início da viagem o trailer quebra e ele precisa parar em uma mecânica no meio do caminho; é nessa mecânica que ele conhece o  Seth e o Henry, dois garotos de 12 e 7 anos que vivem com o pai Wes, dono da mecânica. Durante a parada de conserto do trailer o destino desses 3 vão se entrelaçar mais do que eles imaginam e fácil assim, logo nas 10 primeiras páginas você já não consegue mais desgrudar do livro.

 Mas cada um de nós tem uma coisa que nos causa tristeza […] E ninguém pode nos salvar de todas elas.

Por mais absurdo que possa parecer, Wes tenta convencer August a levar seus 2 filhos na viagem que vai durar todo o verão, oferecendo o conserto de graça para que ele possa seguir viagem. Seguindo a razão esse pedido é negado, mas as duas crianças despertam tantos sentimentos conflituosos em August que sem nem saber ao certo o porquê ele topa viajar com as crianças.

Seth apesar de nem estar na adolescência age como se fosse um adulto, toma pra si toda e qualquer responsabilidade e vive para proteger o irmão. Henry por sua vez não fala com ninguém a não ser com Seth. Desconfiado e quieto, está sempre de wood desde que o cachorro chegou na mecânica com o trailer quebrado. August carrega uma garrafa de chá muito importante no porta luvas do trailer. Todos esses pequenos detalhes constroem uma história linda e sensível. É bom separar os lencinhos e embarcar sem saber quase nada da história.

Leve me com você

O plot gira basicamente em torno dos três em uma road trip meio que forçada já que obviamente Wes só conta parte do motivo pelo qual precisa que os meninos passem o verão fora. As crianças tentam não interagir muito com August afim de não incomodá-lo (já que eles sabem que essa viagem era para ser bem mais solitária, porém aos poucos descobrem  a importância da viagem para August ao passo que Seth e Henry fazem a vida funcionar entre eles para que não sofram ainda mais com o pai que tem. August, mesmo sem querer, cura parte de suas feridas na companhia inesperada daquelas crianças.

Todo mundo anda por aí perdendo as melhores coisas por não querer que nada de ruim aconteça. Mas, quando uma coisa ruim tem que acontecer, simplesmente acontece. De qualquer jeito. Por mais que você tome cuidado.

A autora aborda assuntos sensíveis de uma maneira muito real e bonita, desde alcoolismo passando por abandono parental, luto, perdão até uma possível redenção. Acompanhar essa jornada longa por paisagens lindas nos faz repensar o quanto as nossas escolhas por mínimas que sejam podem impactar o destino final.

O livro é dividido em três partes e nos leva a um final maravilhoso. Enquanto eu lia as últimas páginas, foi difícil segurar as lágrimas. O impacto que a viagem teve em como os três decidiram seguir a vida é muito bonito. Catherine Ryan Hyde, com a mais absoluta certeza, me conquistou na forma singela de sua escrita. Se ela tivesse colocado um pouco mais de música no enredo eu estaria muito possivelmente panfletando esse livro por ai; a experiência de leitura apesar de se arrastar por alguns capítulos em todos eles a sensação de quentinho no coração estava lá até a última página.

O livro como um todo tem descrições tão gráficas que é quase como se assistíssemos um filme, a autora é também criadora do filme “Corrente do Bem” se você já assistiu a esse filme ele serve como uma excelente referência, a vibe é a mesma apesar de roteiros completamente diferentes; e se você não assistiu fica aqui já registrado uma excelente dica de filme.


Leve me com você

Autora
: Catherine Ryan Hyde | Editora: Darkside Books- Darklove
Páginas:  336 | ISBN: 9788594540423
Skoob | Goodreads
Para lerhttps://amzn.to/2qQDayU

Ósculos e Amplexos, Karina.

Veja também

Nenhum comentário no blog
comentários pelo Facebook

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.