Desafio Literário 2012 – O Fim da Eternidade

30 de junho de 2012

O Fim da Eternidade

Eternos, Tempistas, Computaplex, Campo Temporal, Conselho Pan-Temporal, Mudança Mínima Necessária, Resposta Máxima Temporal, Língua Intertemporal Padrão. Tudo isso são termos que você irá se deparar quando ler O Fim da Eternidade, de Isaac Asimov.

Isaac Asimov ficou conhecido como o mestre da ficção científica. Além de O Fim da Eternidade, ele escreveu muitos outros no gênero e podemos destacar mais dois outros que ficaram famosos após serem transformados em filme: Eu, Robô e O Homem Bicentenário.

O livro surgiu de repente na minha vida quando estava em um dos meus passeios por livrarias. Ele conta a história de Andrew Harlan, um Eterno que trabalha como Técnico na Eternidade, uma espécie de organização que faz viagens no tempo e estudos para Mudanças de Realidade. As Mudanças de Realidade são nada mais que alterações no curso da história para tornar o mundo um lugar mais agradável de viver. Harlan foi treinado para ser um habilidoso Eterno e exercer sua função de forma objetiva sem envolver seus sentimentos em suas ações.

Mas tudo isso cai por terra quando ele encontra a misteriosa e encantadora Noÿs Lambent. Ele se apaixona por ela e acaba cometendo infrações quando descobre que uma mudança no fluxo do tempo pode acabar com a existência dela decidindo alterar a história. Porém, muita coisa acontece além da compreensão que ele tem da Realidade e acaba se envolvendo em um mistério e cometendo erros que podem ser fatais para a existência da Eternidade.

Preguiça foi o termo que pode resumir com foi o meu mês com o Desafio Literário 2012. Eu não tinha muita vontade de ler o livro e cabei novamente arrastando a leitura. Com isso, mais uma vez, só li um livro para o tema do mês.

Ler Ficção Científica não é algo para todos. Eu mesmo não sou muito fã do genero, mas me interesso um pouco por esse tipo de leitura. Confesso que fiquei muito perdida no ínicio da história e que era complicado acompanhar a leitura com tantos termos técnicos criados pelo autor. A narrativa  em 1ª pessoa se arrasta um pouco pelo inicio e você fica um pouco perdido na questão espaço-tempo que o livro conta. O Fim da Eternidade só começa ficar interessante da  metade para o fim. Até aí eu não entendi muito bem o que estava acontecendo. Mesmo com tantos termos complexos a leitura é agradável e não há dificuldade no entendimento dos diálogos.

O final me surpreendeu e até achei que iria acabar clichê, mas não foi. Quer dizer, teve clichê sim, só que de uma forma bem sutil. Houve momentos que me dava ódio do Harlan. Como um cara treinado, conseguia ser tão idiota e acabar sendo levado pela situação. Como ele conseguia ser manipulado tão facilmente?

Para os amantes de ficção cientifica, indico com toda a certeza a leitura de O Fim da Eternidade, além de muitos outros livros de Isaac Asimov.

Veja também

3 comentários no blog
comentários pelo Facebook

  • Reply Desafio Literário 2012 | Prateleira de Cima 20 de agosto de 2012 at 15:18

    […] O Fim da Eternidade – Isaac Asimov (resenha) […]

  • Reply Denis 13 de abril de 2014 at 14:13

    Bem, devo dizer que Fim da Eternidade é uma das melhores estórias que envolve viagem no tempo que conheço. Muito bem amarrada, e como disse a Karin a leitura é clara mesmo para quem não é acostumado a ler FC.

    • Reply Karin Paredes 2 de março de 2017 at 13:56

      Olá Denis
      Eu amei conhecer o autor através desse livro quero logo ler mais livros dele.
      Mil beijos!!!

    Deixe seu comentário