O livro de memórias, de Lara Avery

15 de Fevereiro de 2017

O livro de memórias

Vamos a mais uma resenha de um livro gostosinho de ler.  E o livro da vez é “O livro de memórias”, da Lara Avery.

O livro de memórias chegou por aqui através da parceria alternativa com a Companhia das Letras no qual participo. A primeira vez que soube desse livro foi em um evento da própria editora e na hora fiquei com muita vontade de ler o livro.

Sammie sempre teve um plano: se formar no ensino médio como a melhor aluna da classe e sair da cidade pequena onde mora o mais rápido possível. E nada vai ficar em seu caminho – nem mesmo uma rara doença genética que aos poucos vai apagar sua memória e acabar com sua saúde física. Ela só precisa de um novo plano.
É assim que Sammie começa a escrever o livro de memórias: anotações para ela mesma poder ler no futuro e jamais esquecer. Ali, a garota registra cada detalhe de seu primeiro encontro perfeito com Stuart, um jovem escritor por quem sempre foi apaixonada, e admite o quanto sente falta de Cooper, seu melhor amigo de infância e de quem acabou se afastando. Porém, mesmo com esse registro diário, manter suas lembranças e conquistar seus sonhos pode ser mais difícil do que ela esperava.
Fonte: Editora Seguinte

Comecei a leitura tendo uma leve noção da história. Já sabia que era um YA com uma pegada Sick-lit. Então eu tinha conhecimento sobre o que poderia se esperar sobre do livro.

Tenho dificuldades para me inteirar daquilo do que estou lendo no início de livro. Geralmente, percebo o que estou lendo, quem são os personagens lá pela página 20. No caso desse livro, isso aconteceu logo nas primeiras páginas. talvez porque o narrador já começou a história dando um apanhado geral dos personagens e do espaço-tempo sobre o que iria acontecer ali.

A escrita é leve, sem muito requinte. Como Sammie é uma garota, inteligente e dedicada, a linguagem e o vocabulário utilizado tem um ar um pouco formal, mas conseguimos notar que ali há a voz de uma adolescente falando. Isso deixou o livro muito mais interessante de ser ler. Não é chato, não é floreado e nem vitimizado. É natural.

A leitura foi super agradável para mim. Li rápido e o livro me prendia de uma forma que eu tinha curiosidade. Os capítulos não possuem uma extensão padrão. Alguns são curtos, outros mais longos. Vai depender do que a Sammie tem para nos contar sobre os seus dias. Os acontecimentos não são arrastados e nem corridos. Como é uma história em 1ª pessoa (narrador-personagem), nessa situação temos a chance de ver como é estar com uma doença grave através do próprio personagem. Nos faz refletir sobre o que podemos ser ou que queremos ser quando há um tick-tock tocando em nossa mente e ditando as nossas ações.

A ideia do livro e dar a noção ao leitor de que estamos realmente lendo um diário, lendo uma pequena biografia da personagem e com isso acabamos entrando na mente dela e conseguimos entender o que está passando. Além disso, conseguimos ver a evolução da doença e como ela começa a se manifestar no corpo e na mente da Sammie. Acho que essa foi a parte que mais gostei da leitura.

O livro possui um projeto editorial bacana. Gostei bem da capa, mas acho que tem duas edições gringas que achei a capa mais impactante, sei lá. As folhas são em to amarelinho e a diagramação está muito legal. A ideia era que os textos refletissem um diário. Lembrando que esse diário na história é escrito no notebook da Samantha. A única coisa que fico meio bléh com a capa é a lombada ficar de cabeça para baixo quando o livro está repousado na mesa. Mas sei que isso já é uma característica dos livros do Grupo Companhia das Letras

Falei desse livro no vídeo de Melhores Leituras de 2016, lá no canal do Prateleira de Cima. Aproveite e se inscreva:

Está atrás de livro com uma história jovem, bonita e que nos mostra que é possível ter sonhos apesar dos obstáculos e do futuro incerto? Esse é o livro que você estava procurando.

Contem nos comentários se já leu o livro, está com vontade, o que achou do livro ou se ele não superou as expectativas.

O livro de memórias (The Memory Book)
Autora: Lara Avery | Editora: Seguinte
Páginas: 336 | ISBN: 9788555340178
Skoob | Goodreads

Para ler: Amazon | Saraiva | Livraria CulturaSubmarino


Mil beijos e até mais!

Veja também

Nenhum comentário no blog
comentários pelo Facebook

Deixe seu comentário