O último adeus, de Cynthia Hand

3 de novembro de 2016

O último adeus

Só tenho uma coisa a dizer: esse livro conquistou meu coraçãozinho está no top5 dos livros lidos de 2016. E finalmente, depois de muitas leituras, eu chorei, chorei, chorei com essa história. Realmente fiquei mal quando terminei a última página.

Só lendo esse livro para entender o que estou falando.

O último adeus

O ÚLTIMO ADEUS é narrado em primeira pessoa por Lex, uma garota de 18 anos que começa a escrever um diário a pedido do seu terapeuta, como forma de conseguir expressar seus sentimentos retraídos. Há apenas sete semanas, Tyler, seu irmão mais novo, cometeu suicídio, e ela não consegue mais se lembrar de como é se sentir feliz.

O divórcio dos seus pais, as provas para entrar na universidade, os gastos com seu carro velho. Ter que lidar com a rotina mergulhada numa apatia profunda é um desafio diário que ela não tem como evitar. E no meio desse vazio, Lex e sua mãe começam a sentir a presença do irmão. Fantasma, loucura ou apenas a saudade falando alto? Eis uma das grandes questões desse livro apaixonante.

O ÚLTIMO ADEUS é sobre o que vem depois da morte, quando todo mundo parece estar seguindo adiante com sua própria vida, menos você. Lex busca uma forma de lidar com seus sentimentos e tem apenas nós, leitores, como amigos e confidentes.

img_6685

A partir de fatos reais em sua vida, Cynthia Hand escreveu esse livro para retratar sobre um assunto complicado e pouco explorado até recentemente: depressão e suicídio. Ela mostra a vida de quem ficou depois de perder um ente querido do nada e sem muitas explicações.

Alexis é uma jovem que está no último ano da escola, vivendo a pressão de ir para a universidade e todas as questões da vida de uma adolescente normal. Seu mundo está de ponta a cabeça após a morte do irmão, tentando encontrar motivos para seguir em frente e juntando forças para ajudar a mãe a viver o luto da forma mais saudável possível.

Ela tenta a todo custo encontrar formas de entender a razão do irmão ter feito o que fez. Quais foram os verdadeiros motivos que o levaram a tirar a própria vida. E essa busca a atormenta e a deixa meio sem rumo, se sentindo culpada por não ter entendido e notado o sofrimento do irmão. Alexis chega ao posto de achar que não é digna em ter um futuro, que não lhe é permitido fazer planos, traçar novos objetivos. Ser feliz é algo totalmente proibido a ela.

O último adeus é um pouco arrastado no começo, mas a narrativa fica interessante após conhecermos os personagens e suas personalidades. Depois o enredo fica mais atraente e ficamos curiosos em saber como a história irá chegar ao seu desfecho: as perguntas que temos ao longo da leitura são respondidas.

A empatia logo rola quando nos identificamos com os personagens e com as situações vividas. A perda de um ente querido é sempre muito dolorosa, principalmente da forma como ocorreu com o irmão da protagonista. Só para quem viveu algo do tipo para entender o que Alexis e seus familiares sentem. Achei o pai um tanto quanto apático em relação a morte do filho. Ele parecia mais um parente distante do que para pai mesmo.

img_6696

O livro tem um projeto editorial muito bonito (como ocorre em vários livros da Darkside Books, eles arrasam!). As páginas são amarelinhas com a fonte na cor azul bic, para combinar com a proposta da capa. Acho que isso deu o toque todo especial. As capas duras são marca registrada da editora. Acho lindas e ficam perfeitas na estante, sem contar a questão bibliófila da coisa. Porém, de um tempo para cá, tenho notado dificuldades em ler livros nelas, principalmente porque na maioria das vezes faço leitura no transporte público.

img_6669

Acho que o que me fez gostar muito desse livro, foi o fato de ter me conectado tão bem com os personagens, entendido a dor deles, por mais que não tenha vivido nada parecido em minha vida. Chorei com o final, não por ser triste, porque é. Mas o desfecho nos faz refletir sobre nossas atitudes, sobre nossa relação com o vida e o pensamento que os suicidas tem de si e do mundo em que vivem às vezes não está muito longe daquilo que nós pensamos.

Se está a procura de uma leitura que trate sobre suicídio e depressão, com um texto bem escrito, sem estereótipos, retratando a vida daqueles que ficaram após a morte de alguém querido, esse é o livro que você precisa ler.

O último adeus (The last time we say goodbye)
Autor: Cynthia Hand | Editora: Darkside Books
Páginas: 352| ISBN: 9788594540027
SkoobGoodreads

Para comprar: Amazon | Saraiva | Livraria Cultura | Submarino


Mil beijos e até mais!

Veja também

2 comentários no blog
comentários pelo Facebook

  • Reply Clayci 3 de novembro de 2016 at 14:37

    Eu sou apaixonada por esse livro. Sempre namoro a edição quando vou em alguma livraria, mas ainda não tive a oportunidade de comprar.

    Adorei as fotos e quero muitoo ler <3
    Beijos

    • Reply Karin Paredes 15 de novembro de 2016 at 10:07

      Clayci, eu curti muito.
      Espera a Black Friday, talvez role uma boa promoção!
      Mil beijos!

    Deixe seu comentário