50 perguntas #10 | Direito ou certo

19 de Março de 2017

50 perguntas #10 – Você está mais preocupado em fazer as coisas direito, ou fazer as coisas certas

Acho que finalmente chegou uma pergunta que não sei como responder. Pode parecer a mesma coisa o que está escrito na pergunta dessa semana, mas não é.

Acho que estou mais focada em fazer as coisas certas. Calma, que eu vou explicar o porquê.

Estamos sempre atrás da perfeição. Queremos que tudo seja feito no mais alto grau de perfeccionismo. Tenho um amigo que usa uma frase que caiu bem com a pergunta de hoje:

“O ótimo é inimigo do bom” (Voltaire)

Eu entendo essa frase da seguinte maneira: estamos tão empenhados atrás do ótimo, que o bom já é mais do que suficiente e esperado. O bom é o ótimo em diferentes situações de nossas vidas.

E nessa busca incessante em fazer as coisas direito, acabamos dando o melhor em projetos e atividades sem importância ou que não necessitam de tanto foco e esforço para ficar pronto. Ou mesmo nunca achamos que nosso empenho é o suficiente para aquela coisa e ela nunca fica pronta porque nunca está bom aos nossos olhos.

Fazer as coisas certas é dar foco no que é mais importante para você. É dedicar energia, disposição e conhecimento em algo que irá te trazer um retorno direto ou indiretamente. Em alguns momentos ficamos tão obcecados em fazer algo direito que não nos damos conta de que aquilo não é necessário. Meio que agimos como máquinas: sem refletir a real importancia daquilo que estamos executando.

Quando estamos fazendo as coisas certas, fazer direito é consequência. Quando há amor e dedicação, tudo acaba acontecendo direitinho, sem percebemos. Claro que não podemos esquecer que, na vida, as coisas nem sempre ocorrem da forma como gostaríamos e precisamos fazer apenas as coisas direito, infelizmente. Saber que podemos fazer as coisas certas também é algo que nos impulsiona e nos dá estímulos de continuarmos, apesar das dificuldades.

Tenho tentado buscar fazer as coisas certas. Dedicar o meu tempo e esforço para as coisas que realmente trazem valor e significado para mim nos mais diferentes níveis de minha vida. Às vezes falho, principalmente porque o meu lado virginiano continua sempre em busca do perfeccionismo em tudo que faço. Mas aos poucos e com o amadurecimento, tenho focado em coisas certas e que me tragam satisfação. A busca pelo perfeito pode se tornar não saudável e por isso me empenho mais em fazer o que é certo para mim, sabendo que nessa busca acabarei fazendo o direito.

E você: está mais focado em fazer as coisas direito ou em fazer as coisas certas??? Me contem nos comentários.


Mil beijos e até mais!

Esse post faz parte do Projeto 50 perguntas que irão libertar sua mente. Caso tenha interesse em conhecer outras perguntas publicadas e as minhas respostas, clica aqui

Veja também

Nenhum comentário no blog
comentários pelo Facebook

Deixe seu comentário