Bienal do Livro SP 2016 | Eu vou

26 de agosto de 2016

IMG_3548

Olá pessoal!

Hoje começa a Bienal do Livro São Paulo 2016, algo que para quem é muito fã de livros e de histórias aguarda ansiosamente todos os anos (ou a cada dois anos, caso não haja oportunidade de ir também na do RJ) por esse momento.

Vou à bienais do livro acho que há quase 20 anos. Sempre foi um passeio divertido e interessante para mim que acho encantador ter tantas editoras e tantos livros juntos em um único espaço.

Eu já fui em duas edições da Bienal do Livro de SP. A primeira (2012) eu relatei nesse post aqui. A segunda (2014) eu não fiz postagem, pois não pude aproveitar tanto a feira como eu gostaria (trabalho e faculdade).

Mas, porém, contudo, entretanto e todavia. Nessa edição decidi aproveitar o máximo que eu puder (e que o meu corpo aguentar!). Quero encontrar leitores, conhecer novos blogs literários, saber as novidades do mundo literário, saborear livros, fazer muitas fotos e devo fazer alguns vlogs também. Estou animada com a feira, mas um pouco chateada, pois estou achando-a muito fraquinha com a ausência de grandes editoras que não estarão com stand para o evento. A bienal do Livro do RJ ainda continua sendo a maior do Brasil com uma presença bem mais significativa.

Já falei em posts anteriores que a Bienal do Livro é importante para a interação editoras-leitores e autores/leitores, além de ser um espaço para fazer negócios que a maioria dos visitantes nem sabem que ocorre. Para o Mercado Editorial é o momento de fazer network: conhecer novos autores, fechar possíveis contratos, discutir novas tendências, entre outras coisas. Então, não achem que a feira é um ótimo momento para esvaziar os bolsos e voltar cheia de livros para casa. A bienal do livro (seja a de Sampa ou de outra cidade) não é e nunca será barata para comprar. É preciso muita garimpagem para sair com boas aquisições que não pesem tanto no bolso.

Primeiro dia de aula

Agenda Bienal do Livro SP 2016

Estarei na bienal quase todos os dias de evento e também em alguns outros fora da feira. Montei um pequeno cronograma para me organizar. Essa agenda servirá como guia e pode sofre algumas mudanças.

  • 26/08 – Sexta-feira
    • Primeiro dia de visitação – chegarei depois das 14:30 para ver os stands, as novidades, encontrar os amigos, tirar muitas fotos e muito mais
  • 27/08 – Sábado
    • 18h – Autógrafo Juliana Parrini
    • 20h – Autógrafo Jennifer Niven/Ava Dellaira
    • 20h – BIENIGHT na ARENA CULTURAL
  • 28/08 – Domingo
    • Descanso
  • 29/08 – Segunda-feira
    • Bate-papo Blogs de Letras. Não estarei no Anhembi nesse dia
  • 30/08 – Terça-feira
    • 17:00 – Bate-papo Thalita Rebouças/Paula Pimenta/Bruna Vieira/Babi Dewet
  • 31/08 – Quarta-feira
    • Descanso
  • 01/08 – Quinta-feira
    • Descanso
  • 02/08 – Sexta-feira
    • Encontro de blogueiros da Universo Livros
  • 03/08 – Sábado
    • 09h – Encontro de blogueiros da Intrínseca
    • 19h – Autógrafo Becky Albertalli
  • 04/08 – Domingo
    • Descanso – vou aproveitar esse dia para gravar Book Haul especial da bienal e editar os vídeos de vlog.

Dicas para aproveitar a feira.

Muitos blogs e canais literários tem dado dicas para poder aproveitar bem a feira:

Eu particularmente tenho algumas dicas pessoais que uso nesses quase 20 anos de feiras:

  • Um ótimo horário para fazer a visitação é durante a semana no final da tarde para noite. Nesse horário, a feira fica mais vazia sem a visitação escolar e dá para ver os stands com calma. Se o seu objetivo com a feira não envolve ver os autores, pegar autógrafos, participar dos eventos dentro da bienal (e se você pode fazer isso por conta do horário),  fuja dos finais de semana.
  • Faça uma lista dos livros que você quer adquirir, para não se perder nas tentações. Pesquise os preços em lojas online e verifique se vale a pena comprar na feira. Geralmente as livrarias online fazem várias promoções durante o período da bienal. Amazon está fazendo o Book Friday hoje com muitas ofertas e preços camaradas.
  • Use roupas confortáveis, tênis e leve uma garrafa de água, comida e snacks com você. Mochila é sempre bem vinda para carregar as aquisições É sério! Você irá precisar dela para carregar os livros, a comida, os marcadores de página e tudo mais.
  • Cuide bem dos seus pertences. Existe gente errada em qualquer lugar. Mantenha dinheiro e objetos de valor sempre sob cuidado.
  • Aproveite para conhecer novos livros, gêneros e editoras. Não esqueça de pegar os brindes como marcadores de páginas e bottons que as editoras disponibilizam nos stands.

Espero poder encontrar os leitores do blog pelos corredores. Quem me encontrar pode pedir marcadores de páginas do blog que estarei distribuindo. Também estarei publicando as novidades via Instagram (@kakaparedes) e Snapchat (kakaparedes) .


Mil beijos e até mais!

Delícia, Delicia, de Donna Kauffman

25 de agosto de 2016

Delícia, Delicia

Que livro amorzinho, minha gente. Estava com saudades de ler livros assim. Muitos diálogos e ação. Nada como um livro simples e divertido para mudar o rumo das leituras que eu estava tendo.

Quando a extraordinária confeiteira Leilani Trusdale trocou a agitação de Nova York pela pacata e doce Ilha de Sugarberry, não esperava que seu passado a seguisse. Seu antigo chefe, Baxter Dunne (também conhecido como “Chef Hot Cakes”) o homem que ensinou a ela que o creme compensa, reaparece desejando filmar seu famoso programa de culinária.
O problema é que ele escolheu filmar na Cakes By The Cup, a minúscula e aconchegante confeitaria de Leilani. Com seu olhar de brigadeiro de colher e aquele irresistível sotaque britânico — que faz a moça babar e seu rosto corar como calda de cereja –, ele fez as fofocas de cozinha rolarem soltas. Lani, lá no fundo, só deseja que algumas sejam deliciosamente verdadeiras…
Os amigos estão convencidos de que o ex-chefe é o ingrediente que falta para a definitiva receita de felicidade dela. Porém, Baxter terá que botar a mão na massa se quiser tirar do forno um grande, verdadeiro, quentinho e saboroso amor.
No Clube do Cupcake, cozinhar é apenas um detalhe. Entre altos papos e doces lambidas, amizades crescem como pão quentinho e a vida vai ficando, hummm, mais saborosa. Mas quando é preciso decidir entre a vida que você sempre sonhou e o amor da sua vida, só as melhores amigas, as melhores receitas e uma caixa cheia de Red Velvets podem ajudar. É hora de praticar boloterapia!!!
Fonte: Editora Valentina

IMG_6094

A narrativa foi construída em 3ª pessoa (narrador-observador) com muitos diálogos, o que tornou a leitura bem agradável e em alguns momentos divertidas. Já estava com saudades com histórias construídas dessa forma, já que venho de muitas leituras em 1ª pessoa.

Gostei do ritmo da narrativa e também de ser um livro sem muitas enrolações e prolongamentos desnecessários. Porém achei que faltava um pouco mais de mistério, de trama na trama, conseguem me entender? Tinha alguns momentos que parecia que estava vendo último capítulo de novela onde tudo já estava meio que resolvido e sabíamos exatamente o que iria acontecer. Sei lá, talvez um pouquinho de intriga, não iria fazer mal.

IMG_6143

Gosto da Lani. Ela é uma personagem decidida, forte nas suas convicções. E ao mesmo tempo romântica e delicada. Ela não tem medo de suas escolhas e muito pé no chão. A sua amiga Charlotte é a aquela pessoa que todo mundo gostaria de ter como confidente. Divertida e sempre pronta para ajudar e dá apoio a Lani.  Tem uma personalidade forte e toda vez que ela aparecia no livro eu a imaginava como a atriz Aarti Mann, a que fez a personagem Priya Koothrappali, da série The Big Bang Theory.

IMG_6123

A diagramação do livro é boa, mas acho que a fonte poderia ser um pouco maior, apenas um tamanho maior. Como leio muito no ônibus, fontes pequenas podem atrapalhar a leitura. A capa é um convite ao que iremos encontrar no livro: esse cupcake é de dar água na boca.

IMG_6116

Delícia, delicia é o primeiro de quatro livros já lançados (em inglês) da série Clube do Cupcake. Os livros são independentes contando histórias de diferentes personagens. Ainda não sei quando sairão os outros livros aqui no Brasil mas espero que sejam livros gostosos de ler como esse.

O livro é um chic-lit que indico para todos que gostam de um romance na medida certa com uma dose de gostosuras e receitas de cupcakes.

IMG_6137

Delícia, delícia (Sugar Rush)
Autor: Donna Kauffman | Tradutor: Ana Death Duarte | Editora: Valentina
Páginas: 296 | ISBN:9788565859967SkoobGoodreads

 ♥
Mil beijos e até mais!

Li da biblioteca

23 de agosto de 2016

Li da biblioteca

Olá pessoal!

A ideia desse post já estava na minha mente há muito tempo. Acho que desde que comecei a trabalhar em uma biblioteca.

Para quem não sabe tem uns 2 anos que trabalho em uma biblioteca de uma instituição de ensino. Diferente do que acham, lá tem muito mais livros técnicos, para estudo, do que livros para lazer. Mas dos poucos livros que tem para leitura e lazer, há vários que na minha lista de livros para ler.

Diferente do que muita gente acha ou acredita, quem trabalha em biblioteca não lê no local de trabalho. Pois, gente, NÃO DÁ TEMPO e LUGAR DE TRABALHO NÃO É LUGAR PARA LER (a não ser que você seja um editor e seu trabalho seja ler livros)! Há muito trabalho a ser feito por trás de um balcão de atendimento e dentro das salas de processamento técnico. Então eu pego os livros emprestados e vou lendo pelo caminho ou na minha própria casa.

Sempre serão resenhados 3 livros, contando de forma rápida sobre a minha experiência de leitura. A ideia é trazer sugestões bacanas de leitura e que são possíveis de encontrar em uma biblioteca da escola, do bairro, da universidade ou qualquer biblioteca que ofereça serviços de empréstimo. Vamos as resenhas desse primeiro, Li da Biblioteca:

As viagens de Gulliver, de Jonathan Swift

Queria conhecer o famoso livro do Swift. Esse livro é muito mais do que a única parte que muitas pessoas conhecem quando se trata da obra:  a primeira viagem de Gulliver até a terra dos “homenzinhos”, conhecidos como Lilliputs (já teve até filme). O livro é dividido em 4 partes e cada uma delas retrata uma das viagens. A história é uma grande metáfora do Swift em relação a Inglaterra e as relações sociais no século 18 (não sei escrever em número romano, gente). O início começa bem interessante, mas depois fica arrastado. Acho que a parte mais agradável na leitura (e na metáfora) foi a viagem até o País de Houyhnhnms.

O dia do Curinga, de Jostein Gaarder

Quem não sabe, Jostein Gaarder é um autor do famigerado livro O mundo de Sofia (que eu ainda não li). O dia do curinga foi um livro que não esperava muito mais me surpreendeu. O livro é uma fantasia que retrata a busca de si, dos valores e da sua história. É descobrir quem é você e os que te cercam. Gaarder envolve o leitor com a trama e o mistério, além de nos fazer refletir sobre nosso papel no mundo.  Se você gostou ou não gostou da leitura de O mundo de Sofia, recomendo ler esse livro.

O Conto da Ilha Desconhecida, de José Saramago

O livro é um conto mesmo. Bem curtinho. Peguei emprestado, pois queria ler algo rápido, tipo em uma viagem de ônibus para casa. E esse foi o tempo que levei para lê-lo (até menos). É uma história simples com uma reflexão bem interessante. O conto narra a história do homem que acredita que há uma ilha a ser descoberta e pede ao rei uma embarcação para ir até ela. O texto é cheio de metáforas sobre o mundo e os homens.


Mil beijos e até mais!

Não Pare, de FML Pepper

21 de agosto de 2016

Não Pare

Não Pare é o primeiro livro da Editora Valentina que li e posso falar que gostei muito.

Vou falar para vocês que li o livro praticamente de uma tacada só. Li quase 90% dele na minha viagem de ônibus entre o Rio e São Paulo. Isso foi bom, porque não houve pausa na compreensão do livro e assimilação da história não foi comprometida. Sinto falta de poder ler livros dessa forma.

Nina Scott não suportava mais a vida nômade e solitária que sua mãe, Stela, a obrigava a ter. Mudar de cidade ou de país a cada piscar de olhos, conviver com tantas perguntas que a consumiam, assombrada por mistérios de um passado guardado a sete chaves. Agora, aos 16 anos, a garota das estranhas pupilas verticais exigia respostas. E, para sua péssima sorte, elas já estavam a caminho!

Quando Stela decide ficar em Nova York, Nina acredita que seu sonho de ter uma vida normal vai se tornar realidade. Finalmente terminará o ano letivo em um mesmo colégio, poderá fazer amigos sem ter que abandoná-los em seguida, viver um grande amor, amadurecer, criar raízes… Enfim, curtir a juventude.

Mas o “normal” está muito longe da vida de Nina!

Perdida no olho de um furacão de mortes e inexplicáveis acidentes, tendo que esconder os terríveis fatos da mãe paranoica, Nina começa a desconfiar da própria sanidade mental, de tudo e de todos. O que explicaria os paralisantes calafrios, a perda de visão e de memória que experimentava sempre que alguém morria ao seu redor? O que ela teria a ver com os bizarros e sobrenaturais acontecimentos? Estariam eles interligados?

Seria a Morte sua companheira para toda a vida? É chegada a hora da verdade.

Fonte: Editora Valentina

Não Pare

Não fale é escrito em primeira pessoa (narrador-personagem) o que traz toda a visão da personagem sobre os fatos. A narrativa é envolvente com muita ação e as coisas acontecendo em uma velocidade que não sentimos que a história está correndo ou está dando sono.

Gostei muita da história, mas teve momentos que me senti confusa com tantos elementos de fantasia que compõem a construção do enredo e dos personagens. Em alguns momentos, precisei voltar a leitura para compreender o que estava acontecendo porque algo novo começou a fazer parte da trama. Mas acredito que nos próximos livros da trilogia deem sentido a esses elementos.

Em alguns momentos da leitura, tive raiva da Nina. Ela dava nos nervos em várias situações, mas tentei entender que isso ocorria por conta da forma como ela foi criada, superprotegida. E muito disso se revelava nas cenas românticas ou de tensão com o Rick.

O livro tem uma boa diagramação, o papel é amarelinho o que deixa a leitura bem confortável. Os detalhes da diagramação também dão todo o charme para as páginas. Eu gosto muito da capa e principalmente como ela combina com as capas das sequências.

A história é intrigante e recomendo a leitura para aqueles que estão a procura de aventura, ação e fantasia. Não vejo a hora de ler as continuações.

IMG_5884

Não pare!
Autor: FML Pepper | Editora: Valentina
Páginas: 280 | ISBN: 9788565859660
SkoobGoodreads


Mil beijos e até mais!