E essa dor nas costas que não passa

23 de agosto de 2011

E essa febre que não passa, isso passa
Ahh, não me diga isso… (Legião Urbana)

Mais uma crise de dor nas costas e eu não tomo vergonha na cara. É assim: ela vem, do nada, sem motivo aparente. Só porque pode. Me deixa sem sentar, me deixa sem andar, todo o lado direito dói e eu não consigo nem pegar um garfo direito para comer.

Mas eu não tenho vergonha na cara de ir tratar.

É assim: sofro de uma dor nas costas crônica há quase 10 anos (acho que até mais). Antes era escoliose, depois fibromialgia … até que uma alma caridosa diagnosticou como falha na musculatura de sustentação direita da coluna. Uma quase pré hérnia de disco. Já não aguentava mais ficar procurando médicos, contar toda o meu histórico de dores e diagnóstico errados. Por incrível que possa parecer, foi um reumatologista que deu o veredicto final.

Já fiz de tudo, fisioterapia sem efeito, RPG cansativo, acupuntura milagrosa (nossa como amei aquela sessão, quase um paraíso). Mas o que realmente deveria ter feito eu não fiz: exercícios regulares, hidroginástica, pilates, ou qualquer outra coisa que tenha efeito perpétuo para melhorar essa choça.

Eu já tinha começado um tratamento esse ano. Bom, na verdade era ainda o início: conhecer o médico, fazer exames e coisa e tal. Mas acabei abandonando no momento dos exames. Na hora de marcar a Ressonância Magnética. Odeio esse exame. Não dói, pelo menos para as pessoas NÃO claustrofóbicas. Só que a idéia de ficar quase 1 hora deitada, sem poder ouvir uma música, ler um livro em uma sala quase que totalmente branca, ouvindo aquela máquina fazendo sonhos estranhos e nem conseguir dormir. É muita tortura (psicológica) para mim.

Ontem tomei coragem e fui marcar a tal da coisa. Na hora que fui fechar o horário, descobri que estava tudo errado. A guia estava vencida, o convênio era outro.

Sexta-feira que vem já tem médico marcado. Vamos começar tudo do zero, mais uma vez. Pelo menos não vai ser com o médico que era bonitão e que nem sequer me ouvir e olhou as minhas costas. Se não me dá atenção ou me trata bem, vou logo tratando de trocar.

Vou ali deitar um pouquinho para poder trabalhar mais tarde.

Veja também

3 comentários no blog
comentários pelo Facebook

  • Reply Caíque Pereira 26 de agosto de 2011 at 20:54

    Hum, dor nas costas? Que mal :/ Crônica é pior ainda, que barra isso já ter 10 anos hein, mas tem que tratar, não pode ficar assim não, você sabe disso. Não sabia que era claustrofóbica, quantos problemas hein? Bom, deve ser bem tenso ficar numa sala neste estilo, mas pense no quanto você ficará bem depois que a dor passar, o quanto de coisa legal você poderá fazer quando se curar, acho que a balança pesa muito mais para as consequências positivas que pras negativas. Vou orar pela sua melhora e para que o tratamento seja o mais perfeito possível agora pra você Karin, beijão.

    ;* Livros, Letras e Metas

  • Reply Janaina Barreto 12 de julho de 2012 at 07:40

    Cuide enquanto você é jovem! Essas coisas não são brincadeira. Também odeio ficar de médico em médico, mas quanto mais cedo tratar, melhor!

    Beijos e boa sorte!

    • Reply Karin 12 de julho de 2012 at 13:57

      Estou cuidando Janaina. Obrigada pelo carinho.

    Deixe seu comentário