Buenos Aires 2012 – Parte 5: Dicas e Curiosidades

21 de julho de 2013

curiosidades

Viajar é sempre muito interessante!!! A gente aprende um monte sobre cultura, costumes e tantas outras coisas.

Buenos Aires não é diferente. Enquanto pesquisava informações sobre os roteiros, dicas e informações para montar a minha programação, aprendi muita coisa. Porém aprendi muito mais depois que voltei. Então decidi compartilhar aqui algumas dicas que provavelmente irão ajudar na sua viagem para Buenos Aires. Vou dividir em tópicos para a compreensão ficar melhor. Preparem-se para um post comprido.

buenosaire98

Antes de Viajar e dinheiro

Bom, todo mundo sabe que para viagens internacionais precisa de Passaporte, exceto os países que fazem parte do Mercosul.  O que eu aconselho é: leva o Passaporte e a Identidade. Carteira de Motorista NÃO serve. Nem para fazer check-in e despachar a mala, muito menos para identificação em alguns estabelecimentos em Buenos Aires.

Para os correntistas do Banco Itaú, do Banco Santander e do Banco HSBC há agências espalhadas por toda Buenos Aires. Lembrando que só dá para fazer saques e que há uma cobrança de taxa para cada um que fizer. Outra detalhe que precisam lembrar é de pedir autorização para efetuar compras e saques internacionais em seu banco com pelo menos 8 dias de antecedência.

O Peso Argentino é uma moeda desvalorizada em relação a nossa moeda. A cotação do peso argentino está girando em torno de R$0,40. Isso mesmo, o seu real meio que dobra. Mas não se iluda, os valores dos produtos no final são quase o mesmo que do Brasil. Então, acaba dando tudo no mesmo. E isso ocorre muito por conta da inflação e dos problemas de desvalorização da moeda. Outra coisa, os pesos argentinos não rendem muito: se você está carregando $1000 é como se tivesse levando apenas R$300. Quando notar, o dinheiro já acabou!

Acho válido levar um mapa da cidade para a localização ficar fácil e planejar um bom roteiro de viagem, sem precisar ficar dando voltas ou indo de um lado da cidade para o outro desnecessariamente. Monte um roteirinho com os lugares, os endereços que quer ir. Facilita muito

buenosaires

Os Argentinos

Tire da cabeça que os argentinos não gostam de brasileiros. Eles não tem nada contra nós. Não tive problemas com nenhum deles. Alguns taxistas mostravam alguns pontos interessantes da cidade enquanto passava pelo trajeto. Somos bem tratados e bem recebidos, mas não há um alvoroço como fazemos quando encontramos um “gringo” em nossas cidades.

Não espere ser mimado nos serviços como restaurantes ou pontos turísticos. Os portenhos não possuem essa característica nos atendimentos. Fazem o essencial e às vezes o serviço até demora.

Argentino fuma. Em qualquer lugar. Então esqueça áreas para fumantes ou não fumantes e tenha certeza que irá sentir cheiro de cigarro em locais fechados.

buenosaires1

Compras

Já falei nesse post aqui, sobre as minhas experiências com compras. Tirando as fábricas de couro, não vi nada que realmente valesse a pena comprar em Buenos Aires no quesito roupas e acessórios.

Preste bastante atenção em determinados lugares de grande movimento como a Calle Florida. Espertalhões e Aproveitadores existem em qualquer parte do mundo.

Não aconselho fazerem Câmbio em lugares onde a Cotação é bem mais vantajosa que o câmbio e cotação oficial. Lendo alguns blogs e depoimentos pela internet, já soube de pessoas que pegam notas falsas ou foram roubadas. Notas falsas é um problema que existe em Buenos Aires conhecido no mundo inteiro. Então, olho vivo!

buenosaires89

Comidas e Restaurantes

Cuidado com os nomes um tanto diferentes das comidas. Já pedi Tortillas achando que era uma tortinha e na verdade era omelete/fritada. Odeio omelete/fritada e foi o grande mico. Fiquem atentos e não tentem adivinhar.

Bebidas é algo caro em Buenos Aires. Uma garrafa de água pode valer até $21,00 (R$ por volta de uns R$9,00).

Outra dica é a questão da gorjeta. Não é obrigatório, mas todos os garçons ficam esperando com cara de cachorro pidão, ansiosos por uma gorjeta. E não há uma quantia ou porcentagem estipulada. Fica ao seu critério. A gorjeta (propina, em espanhol) não está incluída na conta e deve ser paga em dinheiro diretamente ao garçom.

Tive alguns problemas para beber água. A água mineral em Buenos Aires é estranhamente diferente do que aqui no Brasil. Parece salgada, só teve uma marca que bebi em restaurante que tinha o gosto parecido com o que estava acostumado a beber.

buenosaires548

Língua

Muito importante esse assunto. Ninguém é obrigado a aprender uma língua quando vai viajar e o mesmo vale para Buenos Aires. Como não é novidade a língua oficial é o Espanhol, mas não se engane achando que é parecido com o português. Há um monte de falsos cognatos e você pode acabar pagando o maior mico da sua vida tentando falar algo que não existe nem em português, nem em espanhol, muito menos em portunhol.

Aprenda o básico como “buenos días“, “gracias“, “perdón“, entre outras palavras essenciais a um viajante.

Essas são algumas dicas e curiosidades sobre os argentinos e sobre a minha visita a Buenos Aires. Há muitas outras espalhadas por vários sites e blogs de viagem. Algumas dessas páginas eu indiquei nesse primeiro post da série.

Já visitou Buenos Aires??? Deixe nos comentários as suas dicas e impressões. Ainda não visitou Buenos Aires??? Aproveite essa série de posts aqui sobre a cidade e anote todas as dicas.

♥ Até mais ♥

Veja também

Nenhum comentário no blog
comentários pelo Facebook

Deixe seu comentário